Universidade das Quebradas/UFRJ – Inscrições até 23/02

Publicado originalmente em Universidade das Quebradas, disponível aqui.

Prorrogadas as inscrições para a Universidade das Quebradas 2011. Você ainda tem até o dia 23 de Fevereiro do corrente ano para mandar a sua documentação.

Pra juntar todo mundo!

Estão abertas as inscrições para a Universidade das Quebradas, um curso de extensão gratuito promovido pelo PACC – Programa Avançado de Cultura Contemporânea, da UFRJ, voltado para produtores, ativistas e/ou ar tistas de todas as quebradas.

A idéia é empatar o jogo político cultural que põe as favelas e as áreas periféricas de um lado e os centros acadêmicos de outro. O lance agora é completar saberes, trocar idéias e juntar todo mundo.

Este curso oferece formação aos produtores culturais e artistas das comunidades do Rio de Janeiro, através do encontro produtivo com pesquisadores e professores da UFRJ e de outras instituições. As aulas são presenciais e semanais e se baseiam nas cinco áreas de produção cultural: Literatura, Artes Visuais, Teatro, Dança e Música. Um panorama da cultura e das artes com foco especial nos séculos 20 e 21. Oficinas de leitura e criação, blogs com produções dos participantes, aulas filmadas e transmitidas via Internet. Esse é o contexto da UQ: juntos e misturados.

Este projeto pretende demonstrar que, assim como as comunidades que não tiveram a oportunidade de receber educação formal superior, mostram uma forte carência em relação ao acesso ao conhecimento e à produção intelectual das Universidades; também a comunidade acadêmica denuncia carência similar em relação ao acesso a outros saberes e formações culturais fora da Universidade.

O Projeto tem como principal compromisso potencializar a relação entre cultura e desenvolvimento. Pretende atender aos produtores culturais e artistas das comunidades do Rio de Janeiro que não tiveram acesso à educação formal, mas que desenvolvem trabalhos importantes na área cultural.

O Objeto do projeto de extensão Universidade das Quebradas é promover a produção de conhecimento, a criação artística, estimuladas pelo encontro e pelo diálogo entre a comunidade acadêmica da UFRJ e os produtores de cultura e artistas residentes na cidade do Rio de Janeiro.

Portanto, a Universidade das Quebradas quer instituir-se como um ambiente, um espaço de troca e de diálogo entre os vários saberes que compõem a textura da cultura do Rio de Janeiro, potencializando a produção de conhecimento e a criação artística na cidade, tendo como objetivos específicos:

Criar um programa de extensão na área da cultura, que tenha continuidade e torne-se uma referência na mesma.

Abrir o espaço da Universidade para as diversas comunidades culturais da cidade.

Oferecer formação ampliada para produtores culturais e artistas das comunidades do Rio de Janeiro.

Promover o encontro produtivo entre pesquisadores da UFRJ e os participantes de projetos culturais das periferias, incentivando o debate, a pesquisa e a produção de conhecimento compartilhada.

O Programa da Universidade das Quebradas atuará em cinco áreas de produção cultural: Literatura, Artes Visuais, Teatro, Dança e Música.

E será estruturado através de um trabalho regular com os momentos decisivos da formação cultural, a saber: Antiguidade, Romantismo, Modernismo e Contemporaneidade.

Publicado por

LASTRO

O Laboratório da Conjuntura Social: tecnologia e território, criado em julho de 1996, no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, tem, por principal finalidade, a valorização da ação social e dos estudos de conjuntura na pesquisa urbana, no momento em que a reestruturação econômica, apoiada nos fluxos informacionais e em novas orientações administrativas, altera oportunidades sociais, funções metropolitanas e o teor sócio-cultural da vida coletiva. O LASTRO encontra-se organizado em torno de uma proposta de trabalho eminentemente metodológica e transdisciplinar, que inclui o alcance de passagens analíticas, de difícil execução, entre esferas, níveis e escalas da experiência urbana brasileira. No desvendamento de uma metodologia adequada à análise de conjuntura comprometida com a dinâmica urbana, valoriza-se o ângulo da ação, onde outras opções analíticas privilegiam mudanças técnicas e tendências exclusivamente econômicas. Sem abandonar estes caminhos, o LASTRO adota, como seu norte reflexivo, as mutações no tecido social, manifestas através de alterações em representações coletivas dos contextos urbanos e em disputas de oportunidades de integração social. A ênfase na conjuntura corresponde a objetivos analíticos relacionados aos vínculos entre estrutura e ação, aos determinantes especificamente sociais da experiência urbana, à desinstitucionalização de relações sociais e à apropriação social de recursos materiais, técnicos e culturais condensados nos espaços metropolitanos do país

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s