Observatório Jovem UFF – O olhar das pesquisas sobre os jovens

CICLO DE DEBATES – O olhar das pesquisas sobre os jovens

Em comemoração aos seus 10 anos e aos 40 anos do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFF, oObservatório Jovem do Rio de Janeiro/UFF, realizará, entre os meses de agosto e novembro de 2011, oCICLO DE DEBATES: O olhar das pesquisas sobre os jovens. O Objetivo acadêmico do Ciclo é o de proporcionar a reflexão e o debate sobre acúmulos teórico-metodológicos e desafios que ainda precisam ser enfrentados para o fortalecimento do emergente campo dos estudos sobre a juventude no Brasil. O ciclo, pensado como espaço de reflexão teórico-conceitual amplo sobre a juventude será organizado na forma de conferências e mesas-redondas. Haverá também uma tarde de conversa com grupos de pesquisa sobre juventude que buscará o diálogo a partir da pergunta: O que podemos fazer juntos no campo das pesquisas com juventude? 

Segue a programação. Agende-se! Participe!

18 de agosto

9:00 – Abertura: Profa. Dra. Sandra Selles (Coordenadora do PPGE/UFF) e Prof. Dr. Paulo Carrano (Observatório Jovem/UFF)

9:15 – Homenagem Póstuma à Profa.  Doutora Denise Cordeiro. Autora do livro: Juventude nas sombras: escola, trabalho e moradia em territórios de precariedades(Editora Lamparina/Faperj).

10:00h/12:00 – Territórios Jovens: técnica e modos de vida

Conferencista: Profª. Drª. Ana Clara Torres Ribeiro (UFRJ/IPPUR)
Coord.: Prof. Dr. Paulo Carrano (UFF)

14:00/18:00 – Roda de Conversa entre Grupos de Pesquisa.
O que podemos fazer juntos no campo das pesquisas com juventude?

01 de setembroSer jovem em territórios de memória

10:00/12:00 – Conferencista: Profª. Drª. Regina Novaes (UFRJ)
Coord: Profª. Drª. Dagmar de Mello e Silva (UFF)

14:00/18:00 – Painel 
• Prof. Dr. Carlos Henrique dos Santos Martins (CEFET-RJ)
• Profª. Drª. Elisa Guaraná (UFFRJ)
• Prof. Dr. Paulo Carrano (UFF)

. Mediação: Profª. Drª. Elaine Monteiro (UFF)


15 de Setembro
Pesquisas biográficas com jovens

10:00/12:00 – Conferencista: Prof. Dr. Salvatore La Mendola (Universidade de Pádova – Itália)
Coord: Profª. Drª. Livia de Tommasi (UFF)

14:00/18:00 – Painel
• Profª. Drª. Norma Missae Takeuti (UFRN)
• Profª. Drª. Wivian Weller (UnB)
• Profª. Drª. Verônica Filardo (Universidade Nacional de Montevidéu)

Mediação: Profª. Drª. Amélia Cristina Alves Bezerrra (UFF)

29 de SetembroOs jovens e as mídias: subjetividades contemporâneas*

10:00/12:00 – Conferencista: Profª. Drª. Glória Diógenes (UFCE)
Coord: Ms. Nilza Alves (UFF)

14:00/18:00 – Painel

Prof. Dra Rosália Duarte (PUC-RJ)
Profª. Drª. Ana Lucia Enne (UFF)
Profa . Dra. Simone de Sá (UFF)

Mediação: Profª. Drª. Rosana Câmara Teixeira (UFF)

13 de outubroOs jovens e o Ensino Médio

10:00/12:00 – Conferencista: Prof. Dr. Juarez Dayrell (UFMG)
Coord: Profª. Drª. Eliane Ribeiro (UERJ/UniRio)

14:00/18:00 – Painel 
• Prof. Dr. Geraldo Leão (UFMG)
• Prof. Ms. Carlos Artexes (Cefet-Maracanã)
• Profa. Dra. Monica Peregrino (UERJ/FFP)

Mediação: Prof. Dr. Elionaldo Julião (UFF)

10 de NovembroAção coletiva, jovens e engajamento militante

10:00/12:00 – Conferencista: Profª. Drª. Marilia Sposito (USP)
Coord.: Prof. Dr. Osmar Favero (UFF)

14:00/18:00 – Painel

• Profa Dra. Ana Karina Brenner (Observatório Jovem)
• Prof. Dr. Ernesto Seidl (UFSE)
• Prof. Dr. Orlando Alves dos Santos Junior (UFRJ/IPPUR)

Mediação: Mônica Sacramento (Doutoranda/UFF)

Local:
Faculdade de Educação da UFF – Auditório Florestan Fernandes
* Local a ser definido – 29 de Setembro – Os jovens e as mídias: subjetividades contemporâneas
Observação: Não será cobrada taxa de inscrição. Não será necessária inscrição prévia nem serão conferidos certificados de participação.

Publicado por

LASTRO

O Laboratório da Conjuntura Social: tecnologia e território, criado em julho de 1996, no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, tem, por principal finalidade, a valorização da ação social e dos estudos de conjuntura na pesquisa urbana, no momento em que a reestruturação econômica, apoiada nos fluxos informacionais e em novas orientações administrativas, altera oportunidades sociais, funções metropolitanas e o teor sócio-cultural da vida coletiva. O LASTRO encontra-se organizado em torno de uma proposta de trabalho eminentemente metodológica e transdisciplinar, que inclui o alcance de passagens analíticas, de difícil execução, entre esferas, níveis e escalas da experiência urbana brasileira. No desvendamento de uma metodologia adequada à análise de conjuntura comprometida com a dinâmica urbana, valoriza-se o ângulo da ação, onde outras opções analíticas privilegiam mudanças técnicas e tendências exclusivamente econômicas. Sem abandonar estes caminhos, o LASTRO adota, como seu norte reflexivo, as mutações no tecido social, manifestas através de alterações em representações coletivas dos contextos urbanos e em disputas de oportunidades de integração social. A ênfase na conjuntura corresponde a objetivos analíticos relacionados aos vínculos entre estrutura e ação, aos determinantes especificamente sociais da experiência urbana, à desinstitucionalização de relações sociais e à apropriação social de recursos materiais, técnicos e culturais condensados nos espaços metropolitanos do país

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s