6. Cultura, cotidiano e vida metropolitana


A linha de pesquisa está dirigida ao estudo de alterações no tecido social. Inclui a reflexão de valores culturais, a pesquisa do cotidiano e a análise de imagens e representações da vida coletiva. Apóia-se no exame da estratificação social e da estrutura de classes para apreender mudanças na reprodução social: modos de vida, práticas de consumo, inclusive de bens culturais, e usos do ambiente construído. Nesta linha, são desenvolvidos estudos sobre os limites do consumismo e do individualismo, a influência política dos meios de comunicação e a tensão analítica entre local e lugar.’